Segunda-Feira , 20 Novembro 2017

 

Os moradores do Nordeste de Amaralina vão ganhar, nesta quinta (13), um equipamento de saúde que também será emblemático para a região. A Unidade de Saúde da Família (USF) Menino Joel será entregue pelo prefeito ACM Neto, às 10h30, na Rua Professora Avany Argolo, s/n (próximo ao fim de linha do bairro e da Delicatessen Gilzan).

 

A nova unidade homenageia o garoto Joel Castro, morto aos 10 anos durante uma operação policial no bairro e que causou bastante comoção na comunidade. A USF terá capacidade de atender cerca de 12 mil pessoas da localidade e adjacências. No total, serão investidos cerca de R$ 1,3 milhões para implantação do equipamento que contará com oito consultórios, sendo três deles odontológicos.

 

Com previsão de entrega para 12 meses após o início da construção, o posto conta com estrutura 100% climatizada e adaptada para portadores de necessidades especiais. Serão ofertadas consultas médicas, odontológicas e de enfermagem, vacina, curativo, teste rápido para glicemia capilar, sífilis e HIV/Aids. A estrutura também conta com coleta para exames laboratoriais, além de atender aos programas de hipertensão e diabetes, planejamento familiar e pré-natal, dentre outros da Atenção Básica.

 

 

O cidadão em Salvador que precisar obter a carteira de trabalho para ingressar ou se reinserir no mercado profissional terá, em breve, novos locais de atendimento que vão fazer a emissão do documento. O Termo de Cooperação Técnica entre a Prefeitura e a Superintendência Regional do Trabalho (SRTE-BA) será assinado pelo prefeito ACM Neto e pela superintendente da SRTE-BA, Gerta Schultz Fahel, em cerimônia a ser realizada nesta quinta-feira (6), às 14h30, no Palácio Thomé de Souza.

A medida vai permitir a emissão da carteira de trabalho em todas as unidades do Serviço Municipal de Intermediação de Mão de Obra (Simm) e das Prefeituras-Bairro, além do Centro do Empreendedor Municipal (CEM). A partir da assinatura do termo, a SRTE irá ofertar a capacitação dos funcionários das Prefeituras-Bairro, do Simm e do CEM. A expectativa é de que o atendimento para este serviço seja iniciado até o próximo mês.  Quarenta pessoas devem estar envolvidas no atendimento em todos os postos municipais.

Ampliação dos serviços – A emissão das carteiras de trabalho pelas estruturas municipais faz parte da ação da Prefeitura de ampliar a oferta de serviços aos cidadãos, de forma descentralizada. A medida vai facilitar bastante a vida dos atuais e futuros trabalhadores, que não precisarão mais enfrentar longas filas e/ou se deslocar até o centro da cidade para fazer o serviço, o que resultará em economia de tempo e dinheiro.

 

 

 

 

Quatrocentas e quarenta famílias darão o primeiro passo para concretizar o sonho da casa própria com a assinatura do contrato para o residencial Recanto do Luar, pertencente ao programa Minha Casa, Minha Vida e localizado em Cajazeiras. A cerimônia acontece nesta segunda-feira (03), às 10h, no auditório da Faculdade Unopar, na Avenida Santiago da Compostela, no Parque Bela Vista, em Brotas (ao lado do supermercado G Barbosa). O prefeito ACM Neto e o secretário de Infraestrutura e Obras Públicas (Seinfra), Almir Melo, participarão da solenidade.

 

Na oportunidade, os beneficiados vão receber da Caixa Econômica Federal um termo de recebimento do imóvel. O próximo passo será a entrega das chaves das 440 unidades habitacionais, 100% selecionadas pelo Município, na Estrada do Matadouro em Cajazeiras VI. O Recanto do Luar foi construído no mesmo local da antiga Portelinha de Cajazeiras. Os antigos moradores da localidade já foram incluídos no programa pela Prefeitura e residem atualmente no empreendimento Fazenda Grande 15A.

 

Balanço e funcionamento – Com este residencial, o Minha Casa, Minha Vida soma 8.571 unidades habitacionais entregues por meio da Prefeitura desde 2013. A previsão é de que sejam entregues, ainda este ano, mais 1.464 unidades, distribuídas nos residenciais Ceasa III, IV e V, em Ipitanga, e Margaridas, no Jardim das Margaridas.

 

 

O programa federal, coordenado em Salvador pela Prefeitura, atende à população com renda familiar de até R$1.800. Os beneficiados são selecionados por meio de chamada pública ou pessoas residentes em situação de risco geológico, além de famílias que possuam crianças com microcefalia, de acordo com a Portaria 321/2016, do Ministério das Cidades.

 

Estima-se que cerca de 3.500 profissionais sejam beneficiadas pela iniciativa, que pode ser efetivada ao fim do mês de julho

 

Começa nesta segunda-feira (3) o estudo técnico para a inclusão da profissão de baiana de acarajé na Classificação Brasileira de Ocupações (CBO), documento que reconhece, nomeia, codifica e descreve as características das ocupações do mercado de trabalho brasileiro. O trâmite para a inclusão será celebrado com uma solenidade, às 9h, na sede da Superintendência Regional do Trabalho na Bahia (SRT-BA), localizada na Av. Tancredo Neves (atrás do Shopping Sumaré). O evento contará com a presença do prefeito ACM Neto, do secretário-executivo do Ministério do Trabalho, Antônio Correia, da secretária municipal de Políticas Públicas para Mulheres, Infância e Juventude (SPMJ), Taissa Gama, e da presidente da Associação das Baianas de Acarajé, Mingau e Receptivo da Bahia (Abam), Rita Santos, entre outras autoridades. O estudo deve durar até o final do mês de julho, quando o ministro do Trabalho pretende assinar a inclusão na CBO.

 

A inclusão da profissão na CBO é uma conquista para as baianas de acarajé. Apenas em Salvador, cerca de 3.500 profissionais devem ser beneficiadas, conforme estimativa da Abam. Esta oficialização só está sendo possível graças ao empenho da SPMJ junto ao Ministério do Trabalho. Desde 2005, as baianas são reconhecidas como Patrimônio Cultural Imaterial do Brasil pelo Iphan, mas ainda sentiam dificuldade em ter a profissão reconhecida. Com a inclusão da profissão na CBO, as baianas de acarajé passam a assumir a identidade profissional ao realizar cadastros formais para tirar documentos como RG e passaporte, ou se cadastrar como microempreendedor individual. Além disso, a secretária Taissa Gama lembra que a inclusão facilita a criação de cursos de especialização para esta área.

 

A presidente da Abam, Rita Santos, comemora a iniciativa. “É uma reivindicação que já vinha fazendo desde 2009, depois que eu não pude me cadastrar como baiana de acarajé ao fazer o meu passaporte. Queriam que eu me cadastrasse como cozinheira, mas eu não sou, sou baiana de acarajé”, diz Rita Santos. Além do reconhecimento, outras ações estão sendo realizadas em prol das baianas de acarajé. Uma delas é levar debates às Prefeituras-Bairro para coibir o trabalho infantil nos tabuleiros.

 

História - A comercialização do acarajé teve início ainda no período da escravidão, a partir do século XVI, com as chamadas escravas de ganho que trabalhavam nas ruas para as suas senhoras (geralmente pequenas proprietárias empobrecidas), desempenhando diversas atividades, entre elas, a venda de quitutes nos seus tabuleiros. A relação com a religiosidade era muito forte e a massa era feita no terreiro, de onde a baiana saia com todas as obrigações a serem cumpridas a seu Orixá. Através de um canto tradicional, as baianas chamavam o povo para comprar e comer. Elas diziam a expressão “acará jê” (de akàrà, bola de fogo, e jê, vender) em canto, enquanto vendiam. A partir daí, surgiu o nome. 

 

No final do século XIX, as mulheres tinham a permissão de seus senhores para sair no final do dia, com o tabuleiro na cabeça, protegida por um torço de pano da costa, para comercializar os bolinhos, feitos de massa de feijão fradinho descascado, cebola, gengibre e camarão; fritos no azeite de dendê.  Depois da abolição, em 13 de maio de 1888, a tradição continuou. Até meados da década de 70 do século XX, as baianas mantiveram o costume de vender o produto somente à tarde e à noite. Depois que o acarajé conquistou visitantes, passou a ser um dos cartões de visita da culinária baiana e a ser vendido durante o dia.

 

O acarajé e o abará são comercializados, atualmente, em Salvador, por um preço médio de R$ 5, mas é possível encontra-los até mesmo por R$ 1. No candomblé, o alimento é preparado para cultuar os orixás Iansã e Xangô. O ofício das baianas de acarajé está inscrito no Livro dos Saberes do Iphan, desde 2005, como Patrimônio Cultural Imaterial do Brasil.

 

 

 

O prefeito ACM Neto participa das comemorações pelo Dois de Julho neste domingo, na Lapinha, a partir das 8h. A programação inclui o hasteamento das bandeiras, no Pavilhão Dois de Julho, às 9h, com a execução do Hino Nacional pela Banda de Música da Marinha do Brasil, nas presenças do governador Rui Costa, do presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, Ângelo Coronel, e do presidente do Instituto Geográfico e Histórico da Bahia, Eduardo Morais.

 

Na sequência, o prefeito e as demais autoridades prestam as homenagens no monumento do General Labatut, e assistem à apresentação dos carros emblemáticos do Caboclo e Cabocla, além do hino ao Dois de Julho, executado pela Banda de Música da Marinha do Brasil. Às 9h30, tem início o cortejo cívico, com uma breve parada em frente ao Convento da Soledade, na Ordem Terceira do Carmo, e na Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos. No fim da manhã, às 11h30, serão recolhidos os carros emblemáticos, com a retomada da programação pela tarde. O prefeito participa de todo o cortejo.

 

Após o desfile, ACM Neto retorna à programação às 15h, com a cerimônia cívica no 2º Distrito Naval, parte às 15h30 para solenidade na Câmara de Vereadores, e às 17h, no Campo Grande, com a chegada dos carros emblemáticos. O ato contará ainda com hasteamento das bandeiras do Brasil, Bahia e Salvador, colocação de coroas de flores no monumento ao 2 de julho pelas autoridades presentes e acendimento da Pira do Fogo Simbólico pelo atleta cabo da Polícia Militar da Bahia, José Francisco Rodrigues.

 

O tema das festividades deste ano para o Dois de Julho será "Salvador - Marco da Independência", exaltando o papel da primeira capital do país na luta pela libertação do domínio português. As ações envolvem desde a celebração do Te Deum e chegada do fogo simbólico à cidade, no dia 1º de julho, até o retorno dos carros emblemáticos do caboclo e da cabocla ao Largo da Lapinha, no dia 5. Para o dia do cortejo, no domingo, foram mobilizados 555 alunos da rede municipal de ensino, que integram as fanfarras que animarão o evento.

 

O prefeito ACM Neto irá assinar, nesta terça-feira (27), às 9h30, uma ordem de serviço para que sejam realizados os serviços de fresagem e recapeamento asfáltico da Rua do Oriente e do Largo Major Abílio, no fim de linha do bairro de Alto do Peru. A solenidade de assinatura do documento, que permitirá o início imediato das intervenções no local, contará com a presença do secretário de Infraestrutura e Obras Públicas (Seinfra), Almir Melo.

 

A Rua do Oriente possui 850 metros de extensão e sete metros de largura. Já o Largo Major Abílio dispõe de uma área composta por 70 metros de extensão e 25 metros de largura. Para a realização das intervenções nas duas vias, será investido o montante de R$317,1 mil. Desde o inicio da atual gestão municipal, a Prefeitura já realizou o serviço de requalificação asfáltica em mais de 450 quilômetros de vias, resultando na melhoria da mobilidade na cidade.

 

 

 

O prefeito ACM Neto assina nesta quarta-feira (21), às 9h30, a ordem de serviço para a execução de contenção da encosta localizada na Rua da França, s/nº, no bairro de Sete de Abril (próximo ao supermercado Mix Bahia). A solenidade de assinatura do documento contará com a presença de diversas autoridades municipais, a exemplo do secretário de Infraestrutura e Obras Públicas (Seinfra), Almir Melo.

 

Será investido neste local R$ 1.049 milhão, proveniente de recursos exclusivamente municipais. A encosta possui 30 metros de extensão e contará com 190m² de cortina atirantada. Através das obras, também será efetuada a recomposição da pavimentação da rua. Estima-se que 30 famílias da região sejam beneficiadas com a contenção.

 

Desde 2013, gestão municipal já entregou 42 contenções de encostas, que resultaram num investimento de R$ 46 milhões em diversos pontos da cidade. Atualmente, mais 12 obras em encostas estão em andamento, com o investimento previsto de mais R$14 milhões. Também como forma de estabilização de terrenos, 71 geomantas já foram aplicadas, com mais de R$ 7,5 milhões de recursos.

 

 

A Secretaria Municipal de Promoção Social e Combate à Pobreza (Semps), através da Diretoria de Proteção Social Especial, realiza ação de conscientização sobre o combate ao trabalho infantil, nesta terça-feira (20), de 9h às 14h, na Estação da Lapa. Fazem parte da programação apresentações culturais dos grupos Reprotai, Adolescer com Arte, Projeto Axé e Fundação Cidade Mãe, além da emissão de Carreira Profissional de Trabalho, inscrições no Programa Jovem Aprendiz, entrega de Caderneta de Saúde do Adolescentes e orientações sobre o programa Bolsa Família e prestação de serviços socioassistenciais dos Centros de Referência Especializados das Assistência Social  (Creas) e Centros de Referência das Assistência Social (Cras).

Depois do Salvador Simplifica, mais um eixo do Salvador 360 será lançado pela Prefeitura e ajudará a combater dois dos principais problemas enfrentados pela capital baiana, principalmente neste momento de crise: o baixo investimento privado e o desemprego. Com o intuito de tornar a cidade mais atrativa e competitiva, o Salvador 360 Negócios terá os detalhes apresentados pelo prefeito ACM Neto e pelo secretário municipal de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur), Guilherme Bellintani, nesta quarta-feira (14), às 10h, na sede da Federação das Indústrias do Estado da Bahia (Fieb), no Stiep.

 

Coordenada pela Sedur e com participação de diversos órgãos municipais e setores econômicos da cidade, a iniciativa já possui ações em andamento e pretende promover o desenvolvimento econômico, assim como atrair novos ou potencializar investimentos existentes, de setores com capacidade de gerar e absorver a força de trabalho local, com foco na aproximação do emprego e da moradia. O eixo compreende mais de 30 ações que serão implantadas a partir de fóruns de discussão com os setores econômicos, no intuito de identificar o que a Prefeitura pode fazer para potencializar esses negócios.

 

No setor de incentivos fiscais, um dos destaques será a redução de impostos para empresas que decidam implantar um estabelecimento na cidade. Um exemplo disso é a proposta de isenção de 2% do ISS (Imposto Sobre Serviços) para empresas de telecobrança, seguindo o exemplo de estados como Goiás e Paraíba. A mesma isenção poderá ser aplicada para obras de empreendimentos de serviço e de setor têxtil, além de construção de estabelecimentos como shoppings, redes de varejo e supermercados. Também está prevista a cessão de uso de terrenos ou imóveis municipais para instalação ou ampliação de empresas de segmentos estratégicos. Essas e outras novidades serão detalhadas pelo prefeito ACM Neto nesta quarta. 

 

 

As ações do Salvador 360 Negócios foram subdivididas em setores de atuação, que envolvem o planejamento da reativação econômica, os incentivos fiscais e a potencialização de setores estratégicos, além da capacitação profissional, estímulo ao empreendedorismo e acesso ao emprego. Além disso, a iniciativa possui interface com outros eixos de atuação do Salvador 360 e também contará com programas que já estão em desenvolvimento pela Prefeitura, a exemplo do próprio Simplifica, do Revitalizar (estimulo à restauração e recuperação de imóveis no Centro Histórico) e o de Incentivo ao Desenvolvimento Sustentável e Inovação (PIDI).

 

Depois do sucesso da primeira edição, um dos maiores programas de consulta popular de Salvador voltará à ativa com novidades para a população. O Ouvindo Nosso Bairro 2017 será lançado nesta sexta-feira (9), às 9h, na Praça João Mangabeiranos Barris, com as presenças do prefeito ACM Neto e do diretor-geral das Prefeituras-Bairro e coordenador do programa, Júnior Magalhães, dentre outras autoridades. 

 

Para esta segunda edição, que terá duração de quatro meses, o programa contará com mudanças que vão agilizar ainda mais as obras, intervenções e demandas pelos moradores. Ao contrário dos encontros presenciais, realizados em 2015, o cidadão escolherá, por meio eletrônico, as obras a serem realizadas no bairro onde mora.

 

A ferramenta Ouvindo Nosso Bairro poderá ser acessada de três maneiras. Uma delas é a página da internet, no endereço www.ouvindonossobairro.salvador.ba.gov.br. Outra opção é baixar o aplicativo do programa no celular ou tablet, disponível nas plataformas Android e iOS. A terceira alternativa corresponde aos totens para votação, a serem implantados nas unidades das Prefeituras-Bairro e em locais de grande circulação, a exemplo das estações de transbordo e metrô. A tecnologia está sendo desenvolvida em parceria com a Companhia de Governança Eletrônica do Salvador (Cogel).

 

 

 

O prefeito ACM Neto assina nesta terça-feira (06), às 15h, no Fera Palace Hotel, na Rua Chile (próximo ao final de linha), o contrato do Programa Nacional de Desenvolvimento do Turismo (Prodetur) com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Também estarão presentes o ministro do Turismo, Marx Beltrão, o representante do BID no Brasil, Hugo Florez, e a procuradora da Fazenda Nacional, Suely Dib, além dos secretários municipais da Cultura e Turismo, Cláudio Tinoco, e da Casa Civil, Luiz Carreira.

 

Trata-se de um momento histórico para Salvador, que, desde 2013, assegurou novamente a credibilidade nacional e internacional e as condições necessárias para efetuar operações de empréstimo, alcançando um novo patamar no desenvolvimento econômico. Além disso, com a oficialização do contrato, Salvador se torna o primeiro município do país a conseguir um financiamento no BID para o Prodetur.

 

O financiamento será de US$ 105 milhões, sendo metade recursos próprios da Prefeitura, como contrapartida. Os recursos serão destinados a alavancar o turismo na cidade, dentro do programa Salvador 360, lançado pelo prefeito. “Não há uma só Prefeitura que tenha elaborado um projeto dessa magnitude. Através deste financiamento, fortaleceremos a maior base econômica de Salvador, que é o turismo, e colocaremos nossa cidade no topo do mercado brasileiro e mundial”, comemora ACM Neto. 

 

Dentre os principais projetos que serão implementados com esses recursos estão a requalificação da Avenida Sete de Setembro, entre o Campo Grande e a Praça Castro Alves; a implantação do Museu da História da Cidade e do Arquivo Público, na Praça Cairu; e as reformas dos trechos de orla de Stella Maris- Flamengo-Ipitanga e Barra-Ondina. Todas as ações serão detalhadas nesta terça-feira (06). A coordenação executiva do Prodetur em Salvador ficará a cargo da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secult).

 

Eixos - O Prodetur possui quatro eixos. O primeiro pretende tornar a primeira capital do Brasil um produto turístico competitivo e socialmente inclusivo. O segundo pilar consiste na comercialização turística da cidade, com a criação do plano estratégico de marketing turístico de Salvador, com foco inovador nas plataformas digitais, além da capacitação dos agentes de turismo nos principais mercados emissores. 

 

Para subsidiar as ações, o projeto prevê o fortalecimento institucional da gestão municipal, com consolidação da estrutura de pesquisa e monitoramento – o Observatório do Turismo; a elaboração e a implementação do sistema interativo de comunicação com o turista; e a restauração e implantação de centros de atendimento aos visitantes, com novos equipamentos. Este é o terceiro eixo do projeto municipal do Prodetur. 

 

Com foco na gestão ambiental, o quarto pilar do projeto prevê a realização de uma campanha anual de educação voltada para o manejo de resíduos para a população local, turística e empresários; assistência técnica para cooperativas de material reciclável; elaboração e implantação de um plano de mitigação e adaptação às mudanças climáticas; e novo plano de gerenciamento costeiro para Salvador.

 

 

 
 
 

 

Serão beneficiados 240 crianças e adolescentes de 6 a 18 anos de comunidades carentes

 

A Prefeitura, por meio da Fundação Cidade-Mãe (FCM), firma nesta sexta-feira (2) um convênio com a Federação Nacional das Associações Atléticas Banco do Brasil (Fenab), Fundação Banco do Brasil e Associação Atlética Banco do Brasil (AABB) para a realização de um programa de complementação educacional de crianças e jovens. O evento contará com a participação do prefeito ACM Neto e ocorrerá às 9h30, na sede da AABB, localizada na Rua Deputado Paulo Jackson, em Piatã. A presidente da FCM, Roberta Caires, também estará presente. 

 

Serão beneficiados pelo convênio 240 crianças e adolescentes de 6 a 18 anos de comunidades carentes de Salvador, pelo período de quatro anos. Denominado de Programa de Integração Fundação Cidade-Mãe e AABB na Comunidade, a iniciativa será desenvolvida por educadores municipais, que promoverão atividades para o público infanto-juvenil, como oficinas de dança, artes visuais, atividades esportivas e de inclusão digital. Esse público reside nas localidades de Piatã, Baixa do Tubo, Alto do Coqueirinho, KM 17, Nova Brasília e Bairro da Paz. As atividades ocorrerão na sede a AABB, de segunda a sexta-feira.

 

 

 

O prefeito ACM Neto e a secretária municipal da Educação (Smed), Paloma Modesto, inauguram nesta quinta-feira (1º), às 10h, a Escola Municipal Cajazeiras XI (Rua Jornalista José Curvelo, 419, Cajazeiras XI - após os Correios, primeira entrada à esquerda). A escola atende aos segmentos Fundamental I e Educação de Jovens e Adultos (EJA) e tem padrão de unidade particular de ensino. 

 

Na contramão da crise econômica que atinge o Brasil nos últimos anos, Salvador dará um grande “olhar de 360 graus” para a promoção do desenvolvimento econômico e geração de emprego e renda nas diversas esferas e em variados pontos da cidade, com investimento previsto de R$3 bilhões, entre operações de créditos nacionais e internacionais, recursos próprios e transferências da União. Este é o propósito do Programa Salvador 360, que será lançado pelo prefeito ACM Neto e pelo titular da Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur), Guilherme Bellintani, nesta segunda-feira (29), às 10h, no Sheraton da Bahia Hotel, no Campo Grande. 

 

 

 

Intervenção vai provocar mudanças nas linhas de ônibus que trafegam na região

 

A Prefeitura entrega, nesta quinta-feira (25), às 9h30, a continuação de uma via marginal construída entre o Shopping Paralela e Faculdade de Tecnologia e Ciências (FTC), na Avenida Luis Viana (Paralela), no sentido aeroporto. Com a marginal estendida, os motoristas de ônibus e de veículos menores que saem da Avenida Pinto de Aguiar terão tráfego mais direto. A solenidade de inauguração, com a presença do prefeito ACM Neto, acontece em frente à FTC. 

 

Os condutores poderão, a partir da inauguração, permanecer na via até depois do viaduto da Avenida Orlando Gomes, nas imediações do Bairro da Paz, acessando, inclusive, o retorno para a seguir pela Paralela no sentido Centro. O mesmo vale para quem sai do shopping e precisa fazer o retorno. 

 

O trecho (com 600 metros de comprimento por 10,4 metros de largura) dá sequência à pista secundária executada na primeira etapa de intervenções concluídas na região no ano passado. A atual obra faz parte da segunda fase de uma contrapartida decorrente de um Termo de Ajuste de Conduta (TAC) de R$ 3,5 milhões, assinado pelo município, pelo shopping e pela faculdade.

 

Trinta e duas linhas de ônibus que passavam pela via principal da Paralela vão trafegar pela marginal (confira a lista abaixo). De acordo com o secretário de Mobilidade, Fábio Mota, a marginal trará uma melhora significativa principalmente para a mobilidade desses coletivos. “Antes, os ônibus concorriam com os veículos menores na via principal da Avenida Paralela. Esse novo acesso vai melhorar a pontualidade e a trafegabilidade, pois os ônibus terão três faixas para circulação”, pontuou. Usuários de ônibus poderão fazer o embarque e o desembarque em pontos construídos em frente à FTC e ao shopping.

 

Primeira etapa - Na primeira etapa, a Secretaria Municipal de Mobilidade, através da Transalvador, em parceria com o Shopping Paralela e Colégio Villa, executou diversas intervenções na Avenida Paralela para dar mais fluidez ao trânsito. O investimento foi de cerca de R$ 10 milhões. O conjunto de obras contou com a construção de um pontilhão com 90m de comprimento com três faixas e passeio com pista tátil. A pista de acesso ao pontilhão, no trecho da Caoa Hyundai até a entrada do Shopping Paralela, foi totalmente pavimentada.

 

Além disso, foram construídos passeios, meio-fio e gradio metálico, bem como implantado novo paisagismo e iluminação pública. Também houve a construção de duas baias para ônibus, uma no sentido aeroporto (em frente ao Shopping Paralela) e outra em direção à rodoviária (ao lado da passarela que dá acesso ao estabelecimento comercial), com o objetivo de evitar retenção nas vias por conta da parada dos ônibus.

 

Linhas de ônibus que circularão pela marginal:

 

0211 Ribeira-Vale Dos Lagos

0315-01 Fazenda Gde Retiro-Itapua

0410 Sieiro-Aeroporto

0410-01 Sieiro-Aeroporto

0410-02 Sieiro-Aeroporto

0410-03 Sieiro-Aeroporto

0813 Pituba-Vila 2 De Julho/Trobogy

0911 Vale Rios-Trobogy/Vl 2 Julho

1019 Bairro Da Paz-Lapa

1020 Bairro Da Paz-S Joaquim

1022 Praia Do Flamengo-Lapa

1027 Praia Do Flamengo-Jardim De Alah

1048-02 Mussurunga 2 (Setor H/I)- Est

1050 Estação Mussurunga - Lapa

1051 Est. Mussurunga - Barra 1

1052 Est. Mussurunga - Barra 2

1055 Est.Mussurunga -Ribeira/S.Joaquim

1059 Est Mussurunga - Cpo Gde/Cardeal

1060 Estacão Mussurunga - São Joaquim

1061 Est Mussurunga-Brotas

1062 Est Mussur /Hosp Central - Cabula

1068 Est.Mussurunga -Trobogy/

1226 Mata Escura- Itapuã

1302 Vila 2 De Julho/Trobogy - Lapa

1348 Canabrava/Nova Cidade - Lapa

1349 Canabrava-Est.Pirajá R1

1354 Est Pirajá/Av Gal Cost- Est

1354-01 Est Muss /Av Gal Costa - Est Piraja

1391 Vilamar/ Nova Brasilia-Trobogy

1392 Jardim Nova Esperanca-Lapa/Barra

1416 Cajazeira 11-Vale Dos Lagos

S017-01 Praca Da Se -Shopping Paralela

 

 

 

Após passar pelos bairros de Cajazeiras, Barra, Rio Vermelho, Periperi, a Blitz do Consumidor percorre nesta quarta e quinta-feira (24 e 25) os estabelecimentos comerciais do bairro do Imbuí. Fiscais da Diretoria de Ações de Proteção e Defesa do Consumidor (Codecon) visitarão lojas, supermercados e bancos na tentativa de inibir irregularidades relacionadas ao serviço prestado à população, além de esclarecer possíveis dúvidas de clientes e comerciantes quanto aos direitos e deveres estabelecidos pela legislação. O diretor do órgão, Alexandre Lopes, acompanhará a operação (99112-6811).

 

A operação, que teve início neste mês de maio, já vistoriou 82 estabelecimentos na Barra; 119 no Rio Vermelho; e 134 no Subúrbio. Os estabelecimentos notificados têm prazo de 10 dias para regularizarem as irregularidades, como prevê o Código de Defesa do Consumidor, podendo se sujeitar às penalidades previstas na Lei Federal 8.078/90, que podem variar de R$ 300 a R$ 6 milhões de multa. Caso o cidadão queira fazer uma denúncia, pode entrar em contato com a Codecon pelo site do Fala Salvador ou pelo telefone 156. Quem preferir, pode comparecer pessoalmente na sede do órgão, na Rua Chile, nº 3, Centro.

 

 

 

O prefeito ACM Neto lança nesta quinta-feira (18), a partir das 9h, na Escola Municipal Hildete Lomanto, na Rua Prediliano PItta, no Garcia, o projeto Transparência e Controle Social - Cidadania em Ação. A iniciativa é resultado de ações conjuntas empreendidas pela Controladoria Geral do Município (CGM) em parceria com as secretarias da Fazenda (Sefaz) e da Educação (Smed). O objetivo é fomentar a cultura da transparência e do controle social na capital baiana, a partir de interações com alunos das séries finais da rede municipal de ensino.

 

Na ocasião, o prefeito fará a entrega da cartilha “A cidade somos nós”, que será distribuída a alunos da rede municipal de ensino. Esse material paradidático, desenvolvido especialmente para o projeto aborda os principais conteúdos relacionados à transparência pública e ao controle social e estará também disponível para o público em geral por meio da internet.

 

A Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop) dará inicio, nesta quinta-feira (18), à operação de destruição de 400 equipamentos sonoros inservíveis que estavam na sede do órgão há mais de um ano. A destruição ocorrerá às 10h30, na sede da Limpurb, na BR-324. Serão descartados aparelhos como caixas amplificadas, módulo e crossover, recolhidos durante operações de combate à poluição sonora em toda a cidade.

A ação tem amparo na Lei Municipal 5.354/98, que dispõe sobre sons urbanos em Salvador, e prevê um prazo de até 60 dias para que o infrator retire o equipamento, mediante pagamento de multa. Após esse período, se o aparelho não for resgatado, pode ser doado, leiloado ou destruído. Parte dos equipamentos apreendidos pela Semop já foi destinada a doação para instituições públicas como escolas municipais e asilos. Apenas aqueles que não puderam ser doados, por algum tipo de defeito ou outro motivo, serão descartados.

Na oportunidade, também serão destruídos mais de cem mil CDs e DVDS pirateados e com conteúdos impróprios. A Semop dará continuidade à ação que tem por objetivo dar finalidade aos bens inservíveis e equipamentos apreendidos em desacordo às normas vigentes.

 

 

 

Cerca de 700 participantes do projeto Jovem Aprendiz Empreendedor e do Programa Agentes da Educação estarão presentes na Jornada Transformadora: Educação, nesta 4ª, 17, às 9h, no auditório do Hotel Fiesta, no Itaigara. Promovido pela ONG Parque Social, o evento tem como propósito avaliar os esforços voltados para a educação de qualidade no município, assim como a promoção de melhores oportunidades de desenvolvimento profissional para os jovens. O prefeito ACM Neto estará presente. 

 

De acordo com a diretora presidente do Parque Social, Rosário Magalhães, o Jovem Aprendiz Empreendedor e o Agentes da Educação, realizados em parceria com a Prefeitura, têm apresentado resultados bastante positivos e ajudado a resgatar a autoestima das pessoas, principalmente moradores de comunidades carentes. “Acreditamos que é através da aprendizagem e do trabalho que mudamos o mundo”, pontua.

 

Nos últimos quatro anos, o Parque Social beneficiou um total de 750 jovens através do Jovem Aprendiz Empreendedor. Já o programa Agente da Educação envolve o trabalho de 400 estudantes de pedagogia, que atuam nas escolas da rede municipal de ensino para enfrentar o problema da evasão escolar.

 

Empreendedorismo – Criado em 2013, o Jovem Aprendiz Empreendedor tem como principal objetivo auxiliar a inclusão no mercado de trabalho. Através da Secretaria Municipal de Gestão (Semge), a iniciativa envolve a capacitação de 300 jovens entre 14 e 24 anos de idade, estudantes ou egressos de escola pública, para exercerem a função de auxiliar administrativo nos diversos órgãos municipais.

 

Durante os 16 meses de atividades, os participantes recebem capacitação teórica e prática de 1.280 horas em auxiliar de escritório/administrativo para atuação durante quatro dias nos órgãos. Um dia na semana é reservado para a continuidade das capacitações teóricas no Parque Social. Os jovens ganham meio salário mínimo e têm a carteira assinada pelo contrato de trabalho por tempo determinado. A atividade conta com acompanhamento sistemático que passa pela capacitação e atuação na prática.

 

Evasão escolar – Lançado em 2015 e desenvolvido de forma pioneira em Salvador, em parceria com a Secretaria Municipal da Educação (Smed), o Agentes da Educação promove a aproximação entre a família, escola e comunidade. São realizadas ações que possibilitam a participação dos familiares no ambiente escolar e o envolvimento na rotina estudantil, auxiliando-os no acompanhamento e apoio ao aprendizado dos alunos. A iniciativa contribui, ainda, para a redução da evasão escolar na rede municipal de ensino.

 

Graças a iniciativas como o Agentes da Educação, a evasão escolar em Salvador teve uma redução de 60% entre 2013 e 2016. O público-alvo é formado por estudantes de Pedagogia que residam nas áreas de atuação do programa. A atuação ocorre em parceria com a direção, equipe pedagógica e demais integrantes da escola. Dentre as atividades realizadas estão o atendimento às famílias dos alunos na unidade de ensino; promoção de encontros entre familiares e alunos; mobilização da família e comunidade para ações voluntárias; acompanhamento do rendimento e comportamento escolar dos alunos; e visitas às famílias.

 

 


O Centro de Controle de Zoonoses de Salvador (CCZ) intensificará as ações preventivas para evitar novos ataques de morcegos aos moradores do Centro Histórico. O órgão, vinculado à Secretaria Municipal de Saúde (SMS), promove nesta terça-feira (16) uma força-tarefa com 30 agentes que farão visitas domiciliares para reforçar a vacinação antirrábica de cães e gatos domésticos e identificar abrigos de morcegos, bem como pessoas que porventura tenham sido expostas ao risco do ataque do mamífero voador.

 

Os agentes sairão da Unidade Básica de Saúde de Santo Antônio, na Praça Quinze Mistérios, às 9h, e percorrerão toda a região, incluindo os bairros de Saúde e Barbalho. A ação também terá caráter educativo e de conscientização. A recomendação para os moradores dessas localidades é que mantenham janelas fechadas durante a noite e façam uso de telas protetoras.

 

 

Subcategorias