Domingo , 30 Abril 2017

 

Com a grande oferta de pescados nos mercados populares geridos pela Prefeitura de Salvador, por meio da Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop), o consumidor já pode antecipar as compras dos alimentos típicos da Semana Santa com antecedência. Principais pontos de venda de frutos do mar na capital baiana, os mercados municipais de Itapuã e Água de Meninos apresentam grande variedade de itens com valores que cabem em todos os bolsos. Para os comerciantes, o momento a expectativa é de esgotar todo o estoque, lembrando sempre de agradar os consumidores.

 

"Estamos trabalhando agora em boas acomodações, podendo atender de forma adequada às expectativas dos clientes e também as nossas, pois esperamos bom volume de vendas. Mesmo antes da Semana Santa, os preços estão bons, acessíveis a todos os tipos de consumidores, de famílias a empresas. Mesmo com a alta de preços comum nessa época, é possível negociar e chegar a um bom acordo com aquele 'velho chorinho'", comenta a permissionária Conceição Correia, que atua no Mercado Popular de Água de Meninos, na Ladeira da Água Brusca, desde sua implantação, há 14 anos. O espaço foi completamente reformado, adquirindo uma estrutura adequada à comercialização de todo o tipo de frutos do mar.

 

Variedade - No Mercado de Água de Meninos, o pescado pode ser encontrado com preços variando entre R$ 12 e R$ 55, com destaque para a corvina (entre R$ 12 a R$ 15), arraia (R$ 12 a R$ 15), vermelho (R$ 22 a R$ 25), badejo (R$ 35) e camarão (R$ 30 a R$ 55). "Com a reinauguração do mercado, cresce também a procura pelos produtos, e temos registrado bom movimento nesses primeiros dias. Atendemos ao consumidor comum e donos de restaurantes e outros revendedores, com muita saída para a corvina, atum e arraia", detalha Ruben Bispo, administrador do local. 

 

Natural do município de Santo Amaro, no Recôncavo baiano, o professor Iélio Silva afirma que com uma boa pechincha já conseguiu garantir a ceia da Semana Santa. "Tenho encontrado muita coisa boa aqui no mercado. Já encontrei o vermelho e a guaricema com preços bons, o pessoal está bastante atencioso e conseguem fazer um preço amigável", diz, enquanto finaliza as compras no Mercado de Itapuã.

 

Ainda no bairro litorâneo é possível encontrar pescados e demais itens da ceia em variedade no Centro de Abastecimento, localizado à margem da Avenida Dorival Caymmi. No local, o quilo do camarão seco grande pode ser encontrado com preços variando entre R$ 60 e R$ 70 e o pequeno a R$ 40. O quilo do feijão fradinho flutua entre R$ 6 e R$ 7, enquanto a castanha inteira sai por R$ 60 cada quilo, e a castanha quebrada por R$ 50. O quilo do amendoim torrado varia entre R$ 12 e R$ 15, enquanto o azeite de dendê custa de R$ 8 a R$ 30 o litro. Item indispensável na mesa do baiano, o cesto contendo cem quiabos para o tradicional caruru sai por R$ 8.