Terça-Feira , 20 Fevereiro 2018
0
0
0
s2sdefault

 

 

 

Uma estrutura mais ampla, moderna e confortável para a comunidade de Pirajá, que comemorou a entrega da nova Escola Municipal Adilson de Souza Galo na manhã desta terça-feira (23). A inauguração contou com as presenças do prefeito ACM Neto e do vice, Bruno Reis, além do secretário da Educação, Bruno Barral, demais gestores municipais, vereadores, lideranças e população. A unidade funcionava em uma casa alugada, contava com quatro salas de aula e tinha capacidade para atender 110 alunos. Com a construção do novo prédio, a 300 metros do antigo, a escola passou a ter nove salas e a atender 330 alunos.  

 

"Alegria é a palavra que resume o sentimento de todos aqui, ao receber esse prédio lindo. É um sentimento de dever cumprido, é o sorriso dos alunos, é a satisfação de fazer parte dessa escola. Tudo o que foi projetado aqui foi pensado nos alunos. Que todos tomem posse dessa estrutura e a conservem. Se empenhem para que consigam alcançar resultados ainda melhores", disse a diretora Ivonete Santos.

 

ACM Neto lembrou que, em 2017, a Prefeitura chegou a aplicar mais de 29% do orçamento em educação, quando a obrigação constitucional é de 25%. "Isso demonstra o comprometimento e a prioridade da Prefeitura com a educação. Recursos que são revertidos para construção, reconstrução e manutenção de escolas, implantação de plano de cargos e vencimentos, melhoria da qualidade da merenda, oferta de dois kits escolares este ano e contratação de soluções pedagógicas. Tudo isso tem resultado na melhoria dos resultados do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb)", elencou.

 

Além disso, o prefeito pediu empenho da equipe para atender a um sonho da comunidade: a construção do campo de futebol do Conjunto Pirajá. "Algo que vai contribuir ainda mais para a transformação social da localidade", completou.

 

Melhorias - A unidade de ensino foi erguida em uma área de 782 metros quadrados, com um investimento de R$ 2,2 milhões. O local agora dispõe de depósito, cozinha, sala de leitura, sala de professores, diretoria, despensa, secretaria e sanitários, inclusive para pessoas com deficiência, dentre outros ambientes. O ensino abrange da Pré-Escola (do grupo 4 ao 5, nos turnos matutino e vespertino) ao Fundamental I (do 1º ao 5º ano nos turnos matutino e vespertino).

 

 

Expansão - De 2013 até agora, a Prefeitura já executou obras de construção, reconstrução e reforma em 223 unidades escolares da cidade - o que ultrapassa 50% do total da rede. Em 2016, Salvador foi a capital que mais cresceu na educação básica – subiu 9 posições no ranking nacional. A nota da capital baiana cresceu de 4,0 para 4,7 no Ensino Fundamental dos anos iniciais. Nos anos finais (Ensino Fundamental 2), a nota saltou de 3,0 para 3,4, num crescimento de mais de 10%.

0
0
0
s2sdefault