Terça-Feira , 17 Outubro 2017

 

Dez estudantes de escolas municipais de Salvador passarão dez dias em Portugal, em visita a cidades como Lisboa e Cintra, e terão a oportunidade de refazer os caminhos da família real e da corte portuguesa antes da chegada ao Brasil em uma experiência incrível. O intercâmbio está programado para o próximo dia 6 de novembro e é fruto do projeto de arte-educação ‘Era uma Vez... Brasil’, patrocinado, na Bahia, pela rede Tivoli Hotels & Resorts.

Foram selecionados os alunos Ítalo dos Santos, Luís Fabiano Silva e Nataly dos Santos, da Escola Municipal Amélia Rodrigues, no Tororó; Mariene Marques e Ednei William dos Santos da Escola Municipal 2 de Julho, no Trobogy; Sabrine de Almeida, da Escola Municipal Brigadeiro Eduardo Gomes, no bairro de São Cristóvão; Gabriel da Silva, da Escola Hildete Lomanto, em Fazenda Garcia; Ingridy da Graça, da Escola Alfredo Amorin, na Ribeira; Herbert Santos Ramos da Escola Alexandre Leal, em Nazaré e Gabriel de França, da Escola Olga Figueiredo, em Cosme de Farias.

Antes que os alunos passassem pelo processo seletivo, as equipes pedagógicas das escolas municipais se empenharam para prepará-los a ter um bom desempenho durante as atividades avaliativas, que iniciaram em abril e tiveram duração de cinco meses. Reforço das aulas de história, debates e atividades artístico-culturais fizeram parte da dedicação dos professores.

A diretora pedagógica da Secretaria Municipal de Educação, Joelice Braga, avalia o intercâmbio como uma atividade complementar importante para o desenvolvimento pessoal das crianças e adolescentes selecionados. “É um projeto fantástico de estímulo ao conhecimento e de resgate da nossa história. Foi muito emocionante ver o sucesso dos nossos alunos. É uma conquista deles, através da criatividade e dedicação, e uma conquista também dos professores envolvidos”, avaliou.

Para a seleção dos estudantes, segundo a diretora-executiva da Origem Produções, que realiza o projeto, Marici Vila, foram observados critérios como engajamento nas atividades, relacionamento coletivo e com o meio ambiente. "Agora, nessa etapa final, eles poderão vivenciar o que os livros contam nas histórias dos reis e rainhas em Lisboa, em uma conexão entre passado e presente", afirma Marici.

Etapas – Os alunos foram selecionados no dia 29 de setembro, após duas etapas do projeto, que envolveram oficinas culturais de teatro, música, audiovisual, história em quadrinhos e capoeira. A primeira etapa começou em abril e terminou em junho, período de realização de oficinas de formação e desenvolvimento de um HQ com o tema "O dilema de Dom João" e de um vídeo de até 60 segundos.

Durante a segunda etapa, os alunos passaram sete dias em sistema de alojamento, em Mata de São João, oportunidade em que receberam aula de teatro, música, capoeira e audiovisual. Ao final desse período, eles desenvolveram quatro curtas-metragens e um curta coletivo que foi exibido no dia 29 de agosto, durante evento de divulgação dos selecionados, realizado no Teatro Gregório de Matos.

O evento contou com a presença de representantes das secretarias municipais de Educação dos Municípios de Salvador e de Mata de São João e da rede Tivoli Hotels & Resorts, patrocinadora do projeto na Bahia. Na ocasião, houve o lançamento do livro de HQs ‘O Dilema de Dom João’, que reuniu as 100 melhores tirinhas feitas pelos estudantes.

Segunda edição – Essa é a segunda edição do projeto "Era uma Vez... Brasil". Em 2016, 81 estudantes brasileiros, entre eles 21 baianos de Salvador e Mata de São João (dentre os quais, 16 de escolas municipais) e dois professores de história, foram recepcionados por Laurentino Gomes, autor do livro 1808, que conta a história da chegada da família real e da corte portuguesa ao Brasil, e é utilizado como base para o projeto. 

O intercâmbio incluiu roteiros culturais que percorreram pontos relevantes para a história Portugal-Brasil como Terreiro do Paço, Palácios Nacionais de Queluz e da Ajuda, além de visita a mais de 23 museus, bibliotecas e escolas de Lisboa.