Sexta-Feira , 15 Dezembro 2017

 

Saborear uma moqueca deliciosa de frutos do mar, que inclui lagostas, polvo e camarões, com arroz, pirão, farofa e feijão fradinho como acompanhamentos, ou um salmão grelhado na chapa, ao molho de camarão, rodeado de bananas caramelizadas, com purê de aipim e arroz com brócolis. Tudo isso, enquanto aprecia o pôr do sol mais bonito de Salvador. Essa experiência prazerosa poderá ser realizada a partir das 11h desta sexta-feira (06), durante o 1º Festival Gastronômico da Ribeira.

 

Ao todo, 23 bares e restaurantes reunidos na Orla do bairro, entre a Penha e o Porto da Lenha, oferecerão o melhor da culinária litorânea da cidade em quatro dias de evento. O festival ocorre até a segunda-feira (9), durante o horário de funcionamento dos estabelecimentos. A iniciativa é uma realização do Programa Empreender, desenvolvido pela Federação das Associações Comerciais e Empresariais da Bahia (Faceb), e conta com o apoio da Prefeitura, por meio da disponibilização de serviços como iluminação e limpeza, e do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas da Bahia (Sebrae).

 

Segundo o consultor do programa Empreender (Núcleo Ribeira), Adriano Câmera, o bairro tem, talvez, a maior concentração de bares e restaurantes de comidas típicas litorâneas da Bahia, mas nem todo mundo conhece. “Moradores de outros bairros não têm o costume de vir para cá para desfrutar da nossa culinária. O evento, portanto, tem como mote convidar as pessoas, mostrar que estamos prontos para recebê-las e que não é preciso sair da capital para comer bem”, afirma.

 

A abertura do evento contará com a presença do vice-prefeito, Bruno Reis, e do chefe de gabinete da Prefeitura, João Roma. Além de poder passear pela diversidade de pratos e petiscos, o público vai desfrutar de uma Ribeira totalmente reformada e aconchegante com mirantes, praças, piso compartilhado e iluminação em LED, equipamentos que foram entregues pela Prefeitura em dezembro de 2015.

 

Diretora da Faceb e empresária da Península Itapagipana, Rosemma Maluf, acredita que a região tem potencial para se tornar um polo turístico. “Nosso objetivo, com esse evento, é transformar a região no principal destino gastronômico de comida baiana do Estado. Essa é a maior extensão de bares e restaurantes que preparam comida típica litorânea na Bahia. É um produto turístico que tanto pode ser usado pelos soteropolitanos, como pode se tornar um destino para turistas de fora”, diz.

 

Sobre a Faceb – A Faceb atua com o programa Empreender na Bahia desde 2001. O lema do Empreender é cooperar para competir. O presidente da Faceb, Clóves Cedraz, explica que o programa busca unir os micro e pequenos empresários para que juntos se tornem mais fortes. "À medida em que eles começam a desenvolver programas em conjunto, eles se fortalecem, adquirem vantagens, como poder de barganha, redução de impostos e melhoria da infraestrutura", explica.

 

O Empreender tem diversos casos de sucesso na Bahia, como a Rede Erguer, a maior de lojas de construção em Feira de Santana, e que já foi expandida para o Ceará, e a Quero Bahia, rede de móveis e eletrodomésticos, que surgiu em Nazaré e Cruz das Almas. Em Salvador, o programa conta, atualmente, com seis setores de atividade.

 

Em todo o Brasil, o programa é desenvolvido pela Confederação das Associações Comerciais do Brasil (Cacb), há 20 anos, e já conquistou um prêmio internacional como um dos melhores projetos para o desenvolvimento de micro e pequenas empresas pelo ICC (International Chambers of Commerce), em Paris.